Venezuelanos entram todos os dias no Brasil em decorrência de emergência social e política passada pelo país vizinho

Para prestar apoio a imigrantes venezuelanos em situações de vulnerabilidade, o Governo do Brasil vai levar para o interior os venezuelanos que fugiram da crise econômica enfrentada pelo país vizinho. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (21) pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, após a instalação do Comitê Federal de Assistência Emergencial.

“Eles padecem de fome [os venezuelanos]… É uma crise humanitária que não podemos virar as costas”, afirmou o ministro em entrevista a jornalistas. Segundo ele, a prioridade agora é começar a destinar venezuelanos que queiram trabalhar no Brasil às demais regiões do País. Esses correspondem a cerca de 40% dos imigrantes do país vizinho.

Cuidados

Primeiro, os venezuelanos serão cadastrados e terão cuidados de saúde. Somente após esse passo, eles serão levados para outros estados – processo que pode levar 15 dias. A partir daí, os imigrantes que concordarem terão como destino inicial os estados de São Paulo e Amazonas, onde ganharão condições de moradia e trabalho. “Temos previsão de São Paulo e Manaus de aceitação de trabalhadores dessa região e desafogar um pouco a fronteira”, afirmou a subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, Natália Marcassa.

Fonte: Planalto