A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), por meio do Distrito Sanitário Especial Indígena Vilhena (DSEI-Vilhena) promove, até o dia 23 de agosto, oficinas de capacitação e atualização para Agentes Indígenas de Saúde (AIS) em quatro municípios de abrangência do DSEI: Cacoal e Vilhena, em Rondônia, e Juína e Aripuanã, no Mato Grosso.

As oficinas de qualificação dirigidas aos AIS e Agentes Indígenas de Saneamento (AISAN) são realizadas anualmente em todos os 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). O objetivo é melhorar sempre o padrão das ações de saúde realizadas por esses profissionais, com ênfase na vigilância em saúde.

Para Mauro Cinta Larga, do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), “a qualificação dos AIS / AISAN é de grande importância para a população indígena na complementação à saúde. Eles são as pessoas mais importantes nas aldeias e nos DSEIs, portanto é necessário estarmos sempre nos capacitando e discutindo as políticas públicas de saúde para o nosso futuro”.

Educação permanente

Entre as ações de Educação Permanente da Sesai/MS, há ofertas de formação e qualificação dirigidas a estes trabalhadores. Atualmente, a principal delas é o Programa de Formação de Agentes Indígenas de Saúde e de Saneamento, cujo piloto está sendo desenvolvido nos sete DSEIs do Estado do Amazonas (Alto Rio Negro, Alto Rio Solimões, Médio Rio Purus, Médio Rio Solimões e Afluentes, Parintins, Manaus e Vale do Javari), com participação de 1.530 AIS e AISAN.

Fruto de parceria com a Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (SGTES/MS), escolas técnicas e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o curso conta com material didático de 16 cadernos temáticos, disponível para download gratuito na página eletrônica da Secretaria Especial de Saúde Indígena. Clique aqui para conhecer o material didático do Programa de Formação de Agentes Indígenas de Saúde e de Saneamento.

Fonte: http://portalms.saude.gov.br/noticias/sesai/44117-agentes-de-saude-recebem-capacitacao-em-areas-indigenas