Secretário apresentou aos representantes dos povos da região as ações implementadas para atender às reivindicações dos indígenas

O secretário Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Marco Antônio Toccolini, esteve reunido, nesta terça-feira, com representantes dos povos do Baixo Tapajós e Arapiuns, do Pará, para prestar contas das ações implementadas pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai/MS) objetivando assegurar assistência em saúde adequada aos cerca de 8,5 mil indígenas que residem na região. Deste total, 8 mil estão sendo atendidos pelo Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá-Tocantins (DSEI Guatoc) e outros 500 ficarão a cargo do DSEI Rio Tapajós.

A inserção dos 8 mil indígenas quase dobra o número de indígenas atendidos pelo DSEI Guatoc, o que demandou a contratação de mais profissionais e também novos contratos para fornecimento de materiais, insumos, medicamentos, além de transporte para entrada em área. De acordo com o coordenador do DSEI Guatoc, Stanney Everton Nunes, já foram formadas as duas equipes para atender aos grupos indígenas da região. São 19 profissionais de saúde, que vão se alternar na assistência. Além disso, foi firmado um contrato emergencial, no valor de R$ 6 milhões, por um ano, para garantir transporte aos indígenas, especialmente em casos de urgências e emergências.

Além do contrato emergencial para garantir o transporte aéreo, também está em fase final o processo para compra de embarcações para servir à comunidade e também para implantar serviço de radiofonia, para comunicação das aldeias com o Polo Base ao qual estão vinculados, em Santarém.

Durante a reunião, Toccolini garantiu que o atendimento aos povos da área já está previsto no orçamento do DSEI Guatoc e que a partir de agora o atendimento seguirá a mesma rotina da assistência prestada aos demais povos indígenas do país. Nas próximas semanas, as duas Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígenas (EMSI) serão orientados por técnicos da Sesai, que se deslocarão de Brasília para o Pará.

Atendidas as demandas capitaneadas pelo Ministério Público Federal, o cacique da Aldeia Aningalzinho, Tomaz Correa Santana, da etnia Tupaiu, entregou ao secretário, ontem, uma carta pedindo a construção de uma Unidade Básica de Saúde Indígena (UBSI) em sua aldeia, que, segundo ele, é uma das mais populosas da região e pode atender também à população de aldeias vizinhas. O secretário disse que a equipe técnica da Sesai vai avaliar a possibilidade de instalação da unidade de saúde e que a demanda deverá ser incluída no Plano Distrital de Saúde Indígena para os próximos anos.

De Santarém, Toccolini segue para o município paraense de Jacareacanga, onde visita a CASAI local e também participa da inauguração da UBSI da Aldeia Katõ, no território de abrangência do DSEI Rio Tapajós.

Fonte: http://portalms.saude.gov.br/noticias/sesai/44405-toccolini-reune-se-com-indigenas-do-baixo-tapajos-e-arapiuns-do-para