A 4ª Etapa Local da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena do Polo Base de Oriximiná foi realizada nos idiomas Wai wai, Kaxuyana e Português.

O Distrito Sanitário de Saúde Indígena Guamá-Tocantins (DSEI Guatoc), com nove Polos Base administrativos, programou seis etapas de conferências locais juntamente com as reuniões do CONDISI. Já foram realizadas as etapas de Marabá e Parauapebas, em conjunto, Paragominas, Santarém e Oriximiná. A etapa do Polo Base de Tucuruí será realizada no período de 06 a 09/11; e a dos Polos Base Capitão Poço, Santa Luzia e Tomé Açu ocorrerão em conjunto dos dias 13 a 16 de novembro de 2018.

O aporte financeiro para a realização das etapas das conferências locais, com custo estimado em R$ 600 mil, inclui os recursos destinados às ações do Controle Social, via conveniada, além de descentralização específica da SESAI para os custos com alimentação, material, transporte terrestre, transporte aéreo e pessoal de apoio. “E, graças à ação do do secretário Marco Toccolini nos apoiando com mais recursos financeiros, estamos realizando as etapas locais sem faltar assistência à saúde dos povos indígenas na ponta”, declarou Stanney Nunes, coordenador do DSEI, na abertura da Conferência.

A Etapa Local da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena de Oriximiná foi emblemática, pela diversidade étnica e linguística com os idiomas Wai Wai, Kaxuyana, além do Português, como declarou o cacique Eliseu Rodrigues Wai Wai: “A nossa demanda é grande, aqui tem várias etnias participando”. A etapa foi realizada no período de 23 a 26 de outubro de 2018 em Oriximiná/PA, garantindo a participação de conselheiros titulares, suplentes, usuários e trabalhadores, representando as 11 etnias das 21 aldeias localizadas às margens dos rios Mapuera, Trombetas e Cachorro.

A Conferência Local teve início após a reunião do CONDISI, com o objetivo de preparar os conselheiros para os debates temáticos, além dos assuntos locais. Os 77 inscritos foram divididos em sete grupos, que avaliaram e debateram os sete eixos e subeixos do documento orientador. Ao final, apresentaram 70 propostas aprovadas por unanimidade na plenária. O mais debatido e com 15 propostas foi o Eixo III – Recursos humanos e gestão de pessoal em contexto intercultural. Houve a eleição de quatro caciques para as vagas de delegados para a Etapa Distrital a ser realizada no período de 12 a 14 de dezembro em Belém/PA.

Outros pontos que se destacaram nesta Conferência foram a participação de Alcilene Rodrigues Wai Wai. “Estou aqui representando as mulheres da minha aldeia, porque a gente vê mais os homens participando. Estou aqui incentivando as mulheres a participarem para terem mais empoderamento”. E a presença de um jovem estudante do 3º ano do Ensino Médio, acompanhando o Pai para aprender e auxiliar nas traduções: “Meu pai me trouxe aqui para eu aprender algumas coisas, porque ele não sabe falar bem o português, ele é muito inteligente, deixou a gente estudar aqui na cidade para eu poder ajudar ele e meu povo. Eu incentivo outros jovens indígenas a participarem para ajudar o seu povo”, disse Almeida Oliveira Wai Wai, filho do cacique Amayta Wai Wai, da aldeia Mapiuns.

A Etapa Local de Santarém foi realizada no período de 19 a 22 de outubro 2018, em Alter do Chão, Vila a 30 quilômetros de Santarém/PA. Com 75 participantes inscritos, foram aprovadas 56 propostas distribuídas pelos sete Eixos Temáticos e subeixos com uma grande participação. “Das etapas que realizamos, a mais interessante – e estávamos mais receosos – foi a Etapa de Santarém, porque atendíamos apenas os índios Zo’e e entraram cerca de oito mil indígenas por determinação  judicial. Fizemos a etapa, eles votaram o regimento interno deles, tinha participantes das três regiões – Planalto, Arapiuns e Alter do Chão –, houve uma participação maciça deles”, afirmou o relator João Betite.

Fonte: http://portalms.saude.gov.br/noticias/sesai/44617-diversidade-etnica-marca-etapas-locais-da-6-cnsi-do-dsei-guatoc