Apandemia da Covid-19 chegou às comunidades e terras indígenas de Roraima, o estado mais indígena do país.

Em três meses, 41 indígenas de mais de cinco etnias morreram pelo novo coronavírus em Roraima, segundo dados da COIAB, e mais de 440 foram infectados pela doença só dentro das comunidades, de acordo com a Sesai.

As vítimas eram jovens cheios de sonhos, que representavam o futuro do povo indígena, e anciões, que perpetuavam saberes e tradições milenares. Eles eram Macuxi, Wapichana, Taurepang, Yanomami e Warao.

Desde 27 de março, o Conselho Indígena de Roraima (CIR), que representa 246 comunidades, realiza uma campanha emergencial para ajudar os povos indígenas do estado no combate à pandemia da covid-19.

Já foram distribuídas centenas de cestas básicas, kits de higiene, frascos de álcool em gel e EPIs. A ação também está levando informação nas línguas nativas para ajudar a conter a propagação da doença.

Mas precisamos fazer mais. Há omissão por parte das autoridades e a saúde pública de Roraima está em colapso. Nas comunidades faltam testes, remédios e até transporte para socorrer os indígenas que estão adoecendo.

“Nós não queremos perder mais nenhum parente para essa doença e para isso precisamos de recursos”, disse o coordenador do CIR, Enock Taurepang. “São vidas que estão em jogo”.

Precisamos da sua ajuda. Você pode doar qualquer quantia através da conta bancária do CIR (Agência 2617-4 conta: 8198-1, Banco do Brasil, CNPJ 34.807.578/0001-76).

O CIR também também arrecada equipamentos de proteção individual (Epis), materiais de higiene, limpeza, corte e costura (tecidos, linha costura e elástico), além de alimentos para ajudar as comunidades indígenas afetadas pela Covid-19.

As doações também podem ser feitas na sede do CIR, localizada na Avenida Sebastião Diniz, 2630, São Vicente, Boa Vista.

Ajude-nos a salvar os povos originários!