O cacique Aritana Yawalapiti, considerado uma das lideranças mais importantes e influentes no Brasil, morreu, nessa quarta-feira (05), aos 71 anos. O indígena, natural do Alto Xingu, não resistiu às complicações respiratórias decorrentes do novo coronavírus (Covid-19). Ele estava internado em um hospital em Goiânia (GO).

Aritana assumiu a liderança dos Yawalapiti na década de 1980 e, desde então, atuou na defesa dos direitos indígenas de diversas etnias.

A titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), ministra Damares Alves, lamentou a morte do cacique. “Recebi a notícia da morte do cacique Aritana, grande liderança indígena, com imensa tristeza. Além de estar sempre atento às questões da causa indígena, ele manifestou grande preocupação na defesa dos direitos à vida das crianças indígenas e também em relação a ações de combate e enfrentamento ao infanticídio, especialmente quando cometido contra crianças indígenas com deficiência”, disse ao comentar a perda e reafirmar o compromisso da pasta em trabalhar pela garantia dos direitos indígenas.

Para dúvidas e mais informações:
gab.snpir@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa:
Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277

Fonte: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2020-2/agosto/cacique-aritana-yawalapiti-morre-em-goiania-go