Com relatos de lideranças direto dos territórios, bate-papo trará panorama de desafios enfrentados e caminhos de resistência

Por Assessoria de Comunicação do Cimi

Garantir o território é o primeiro passo para salvaguardar a vida e os direitos dos povos originários. Num país onde impera a lógica latifundiária, no entanto, as ameaças são constantes. Para trazer luz a esta situação, o Conselho Indigenista Missionário – Cimi realiza uma roda de conversa on-line nesta quinta-feira (27), às 16h, em seus canais no YouTube e Facebook.

O debate abordará a resistência e os desafios enfrentados pelos povos indígenas a partir de relatos trazidos direto de territórios situados no Leste e Nordeste, com a participação de Sarapó Pankararu, coordenador da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme); Maria Valdeci Amaral, cacica do Povo Tupinambá de Olivença e coordenadora regional do Mupoiba; Maria D’Ajuda, cacica do Povo Pataxó e Célia Xacriabá, liderança indígena.

O assessor jurídico do Cimi Nordeste, Daniel Ribeiro, levará para a conversa um panorama da situação dos territórios indígenas nas regiões, tocando também em temas como repercussão geral, marco temporal e o futuro das demarcações no Brasil. A mediação será feita por Haroldo Heleno, coordenador do Cimi Regional Leste.

Fogo amigo
Os impactos da Instrução Normativa 09, editada em abril pela Fundação Nacional do Índio (Funai), que liberou a certificação de propriedades privadas em cima de terras indígenas não homologadas estará no centro da roda de diálogo. Matéria publicada nos últimos dias pelo Cimi mostra que a normativa possibilitou que 58 propriedades privadas fossem certificadas sobre terras indígenas dos povos Pataxó e Tupinambá, na Bahia.

O risco iminente de confronto enfrentado pelo povo Pankararu também ilustrará os desafios da disputa territorial. Situada nos municípios de Jatobá, Petrolândia e Tacaratu, no sertão pernambucano, a demarcação da Terra Indígena Pankararu é uma luta que perpassou gerações e segue sob constantes ameaças de invasores de suas terras. No final de julho, uma placa instalada dentro do território demarcado acendeu um alerta: nela estavam expostos mais de 10 nomes de indígenas marcados para morrer.

 

LIVE DO CIMI:

Tema: Luta e resistência por territórios indígenas no Leste e Nordeste brasileiro
Data: 27/08
Horário: 16h
Duração: 1h30
Aberta à participação do público

Links de transmissão:
🎯 YouTube: http://bit.ly/LiveRegional1YT
🎯 Facebook: http://bit.ly/LiveRegional1FB

 

 

Fonte: https://cimi.org.br/2020/08/live-debate-disputa-por-territorios-indigenas-no-leste-e-nordeste-brasileiro/