A Fundação Nacional do Índio (Funai) investiu R$ 10,4 milhões em ações voltadas à autonomia e geração de renda dos povos indígenas, como forma de garantir a sustentabilidade alimentar e econômica das aldeias nos meses que se seguirem à diminuição da incidência da covid-19 no país. O foco é o apoio à produção de alimentos e criação de animais nas comunidades.

Com o apoio, a Funai incentiva os indígenas a manter a produção, além de colaborar para que, no futuro, as etnias invistam em atividades atualmente suspensas, como visitação turística e festividades. “A Funai vem se empenhando na garantia dos direitos indígenas, na promoção do bem-estar das comunidades e no investimento em uma estrutura duradoura de produção para a retomada econômica no pós-pandemia”, salienta o presidente da Funai, Marcelo Xavier.

Apurina Manejo Pirarucu TI Itixi Mitari (AM)  Mario Vilela FUNAI-41

Manejo do pirarucu na Terra Indígena Itixi Mitari (AM). Foto: Mário Vilela/Funai

Do total liberado, R$ 3,2 milhões foram destinados para apoio logístico e deslocamento; R$ 1 milhão para aquisição de ferramentas; R$ 743 mil para compra de sementes, mudas e insumos; R$ 559 mil para compra e doação de alimentos; R$ 445 mil para criação de animais; R$ 351 mil para implementos agrícolas e R$ 329 mil para atividades de pesca, entre outros.

costura d ed

Costureiras da etnia Tuxá, Bahia. Foto: Divulgação/Funai

Outra medida foi o incentivo à produção de máscaras de tecido por costureiras indígenas como medida preventiva à covid-19. A fundação forneceu a matéria-prima para etnias como Tuxá, na Bahia; Tabajara, na Paraíba; Xacriabá, em Minas Gerais; e Xerente, no Tocantins. As máscaras podem ser distribuídas gratuitamente à comunidade, ajudando a reduzir as chances de contágio pelo novo coronavírus, ou vendidas à comunidade externa para geração de renda.

Experiências bem-sucedidas

O apoio ao etnodesenvolvimento está entre as prioridades da gestão do presidente Marcelo Xavier, que completou 1 ano no cargo. “Ao impulsionar a geração de renda de forma responsável nesses territórios, colaboramos para que os indígenas melhorem de vida e sejam protagonistas da própria história”, destaca.

Entre as ações consolidadas da Funai na área do etnodesenvolvimento, estão o apoio à produção de café especial pelo povo Paiter-Suruí, em Rondônia, o suporte ao plantio de grãos do povo Paresi, em Mato Grosso, e a regularização ambiental para a produção de camarão pelo povo Potiguara, na Paraíba.

Camarao Potiguara  Mario Vilela  FUNAI (2)

Produção de camarão pelo povo Potiguara (PB). Foto: Mário Vilela/Funai

“Temos acompanhado o surgimento e consolidação de inúmeras atividades exitosas, cujo retorno para as comunidades é extremamente relevante. Com total respeito à autonomia desses povos, queremos seguir contribuindo para que eles conquistem novos mercados e alcancem independência econômica”, ressalta Xavier.

Combate à covid-19

Nos últimos cinco meses, a Funai mobilizou suas 39 unidades descentralizadas para promover a segurança alimentar das aldeias, com medidas como a distribuição de mais de 414 mil cestas básicas e de cerca de 70 mil kits de higiene e limpeza em todo o país. A ação também colabora para que os indígenas possam seguir a recomendação do isolamento, permanecendo nas aldeias. Além disso, a Funai dá suporte a 311 barreiras sanitárias para impedir a entrada de não-indígenas nesses territórios. Já as autorizações para ingresso em Terras Indígenas estão suspensas desde março.

Plantacao de mudas em Maraiwatsede 3 - Glinia

Plantação de mudas na Terra Indígena Marãiwatsédé (MT). Foto: Glínia Cardoso/Funai

Algumas das áreas que receberam recursos para mitigação dos impactos da covid-19 nas Terras Indígenas em 2020:

· R$ 3,2 milhões para logística e deslocamento

· R$ 1 milhão para aquisição de ferramentas

· R$ 743 mil para sementes, mudas e insumos

· R$ 559 mil para compra e doação de alimentos

· R$ 445 mil para criação de animais

· R$ 351 mil para implementos agrícolas

· R$ 329 mil para atividades de pesca

· R$ 256 mil para aquisição de materiais para produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)

 

Assessoria de Comunicação / Funai

Com informações da Coordenação-Geral de Promoção ao Etnodesenvolvimento (CGETNO)

Fonte: http://www.funai.gov.br/index.php/comunicacao/noticias/6408-covid-19-funai-investe-r-10-4-milhoes-na-sustentabilidade-economica-das-comunidades-indigenas