Moderador:
Vitor Grunvald (UFRGS)

Participantes:
Ruben Caixeta (UFMG)
Janaina Damasceno (UERJ)
Anahí Guedes (UFSC)
Guilhermo Aderaldo (UFPel)

Edgar Kanaykõ Xakriabá, pertence ao povo indígena Xakriabá Estado de Minas Gerais. É mestre em Antropologia pela UFMG. Tem atuação livre na área de Etnofotografia: “um meio de registrar aspecto da cultura – a vida de um povo”. Nas lentes dele, a fotografia torna-se uma nova “ferramenta” de luta, possibilitando ao “outro” ver com outro olhar aquilo que um povo indígena é.

Anahí Guedes de Mello é doutora em Antropologia Social pela UFSC. É também pesquisadora associada da Anis – Instituto de Bioética; e coordenadora do Comitê Deficiência e Acessibilidade da Associação Brasileira de Antropologia.

MILENA MANFREDINI é cineasta, antropóloga e curadora independente. Dirigiu e roteirizou os filmes “Eu Preciso Destas Palavras Escrita” (2017) filme sobre a vida e obra do artista contemporâneo Arthur Bispo do Rosário; “Camelôs” (2018) filme sobre os vendedores ambulantes da cidade do Rio de Janeiro; “Guardião dos Caminhos” (2019) filme sobre espaço urbano e dimensão do sagrado; “De um lado do Atlântico” (2020) filme idealizado a convite do Instituto Moreira Salles para a chamada IMS Convida; “Cais” e “Mãe Celina de Xangô” (ambos em processo de finalização). Atua como curadora em mostras e festivais de cinema e é idealizadora e curadora da Mostra de Cinema Narrativas Negras. Projeto voltado à pesquisa, exibição e visibilização das filmografias negras. Também exerce as funções de pesquisadora, professora e consultora no campo audiovisual.

Helena Vieira é pesquisadora, transfeminista e escritora. Estudou Gestão de Políticas Públicas na USP. Foi colunista da Revista Fórum e contribuiu com diversos meios dê comunicação como o Huffpost Brasil, Revista Galileu ( matéria de capa sobre transexualidade), Cadernos Globo ( Corpo: Artigo Indefinido), Revista Cult e Blog Agora É que São Elas da Folha de São Paulo. Foi consultora na novela a Força do Querer da Rede Globo.  Recentemente, foi co-autora dos livros ” História do Movimento LGBT ” organizado por Renan Quinalha e James Green, ” Explosão Feminista” organizado por Heloísa Buarque de Holanda, ” Tem Saída? Ensaios Críticos sobre o Brasil”, organizado por Rosana Pinheiro Machado e ” Ninguém Solta a Mão de Ninguém: Um manifesto de resistência”, da editora Clarabóia. Dramaturga, fez parte do projeto premiado pela Focus Foundation na categoria  Artes Cenicas” Brazil Diversity”, em Londres, com a peça ” Ofélia, the fat transexual”.
Desenvolveu junto ao Laboratório de Criação do Porto Iracema das Artes, pesquisa dramatúrgica entitulada ” Onde estavam as travestis durante a Ditadura?.

Data:
17 de setembro de 2020, às 16h
Link de Transmissão
:
https://youtu.be/3PEu0PbzcVA

 

 

 

Fonte: http://www.portal.abant.org.br/2020/09/14/webinar-imagens-urgentes-antropologia-audiovisual-e-politicas-da-representacao/