Previsão está em aditivo a termo de ajustamento de conduta celebrado em julho de 2019

A coordenadora da Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal (6CCR/MPF), subprocuradora-geral da República Eliana Torelly, assinou na sexta-feira (2) aditivo ao Termo de Ajustamento de Conduta que garante a continuidade de serviços de transporte aéreo e terrestre, além de alimentação, para os pacientes atendidos pelos Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (Dseis). Também assinam o documento representantes do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde Indígena, da Defensoria Pública da União e do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi).

O aditivo prevê, de forma expressa, a competência dos Dseis para fazer as contratações emergenciais e as prorrogações dos contratos vigentes, de modo a garantir a prestação dos serviços de transporte e alimentação até que as licitações centralizadas conduzidas pelo Ministério da Saúde estejam concluídas. Pelo documento, o prazo para conclusão das licitações centralizadas vai até 31 de março de 2021.

O TAC original, assinado em julho de 2019, previa as licitações centralizadas, com posterior sub-rogação dos contratos para os Dseis, e a contratação emergencial de transporte e alimentação, como forma de garantir a continuidade de serviços essenciais para a saúde indígena. No entanto, durante a execução do acordo, houve dúvida de interpretação sobre a possibilidade de os Distritos realizarem diretamente as contratações emergenciais e prorrogações relativas a transporte e alimentação de pacientes.

O aditivo ainda prevê que o Condisi seja informado do resultado dos procedimentos licitatórios e do início da execução, bem como das prorrogações e contratos em caráter emergencial operados no âmbito dos respectivos Dseis, para fins de controle social. Além disso, o Ministério da Saúde se compromete a garantir a continuidade dos serviços de transporte e alimentação de pacientes, independentemente de quem os realize, seja os Dseis ou os órgãos centrais da saúde.

Íntegra do aditivo

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria-Geral da República
(61) 3105-6406 / 6415
pgr-imprensa@mpf.mp.br
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_pgr
instagram.com/mpf_oficial
www.youtube.com/tvmpf

 

 

Fonte: http://www.mpf.mp.br/pgr/noticias-pgr/saude-indigena-distritos-sanitarios-podem-fazer-contratacoes-emergenciais-de-servicos-de-transporte-e-alimentacao-de-pacientes-diretamente

Thank you for your upload