Para fortificar a produção de farinha na comunidade Pium, mais especificamente no local conhecido como bairro Calungá, na região Serra da Lua, o Conselho Indígena de Roraima (CIR) através da Secretária Geral do Movimento de Mulheres Indígenas, Maria Betânia Macuxi, entregou no dia 22 de outubro, kit para a casa de farinha.

A comunidade já possui uma casa da farinha, mas com poucos equipamentos que não atendiam as demandas de todos os moradores. Com a ajuda do CIR, foram entregues um forno, motor e uma bola caititu para ralar a mandioca.

De acordo com a dona Tereza Augustino, moradora do local, mesmo com a pandemia a comunidade não parou de produzir. E todas as famílias trabalham na fabricação de farinha, com isso, o processo era lento.

Conforme dona Tereza, apenas uma família trabalhava por vez e ela e os demais esperavam vários dias até a chegar a sua . “Antes eu ficava na fila esperando, mas agora com o kit que recebemos do CIR, vai ajudar muito aqui no nosso bairro”, disse.

A secretária Maria Betânia, destacou a importância da produção para a complementação da renda familiar dos moradores. Além de cuidarem do território, trabalham com sustentabilidade.

“Este apoio irá servir para os trabalhos com a produção da farinha e outros derivados. As atividades são realizadas de forma sustentável visando cuidar da nossa mãe terra, da natureza, dos nossos territórios”, destacou Betânia.

O tuxaua Lázaro Alexandre busca fortalecer a comunidade do Pium e a região Serra da Lua. “Essa ajuda vem pra beneficiar os meus parentes, só temos que agradecer”, destacou.

A iniciativa tem apoio do CIR em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (ICS).

Thank you for your upload