Para participar da prova, o candidato deve comprovar que faz parte de uma das etnias do território brasileiro

As inscrições para participar do Vestibular Indígena da Unicamp podem ser realizadas até o dia 31 de janeiro. A participação é gratuita e deve ser realizada exclusivamente pelo site da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest).

No dia da prova, em 11 de abril deste ano, os candidatos devem comprovar que fazem parte de uma das etnias indígenas do território brasileiro, por meio de uma série de documentos, como o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI), a Declaração de Etnia e de Vínculo com Comunidade Indígena (original), entre outros.

::Movimento indígena questiona eficácia das cotas étnico-raciais da USP::

Um dos pré-requisitos é ter estudado o ensino médio integralmente em rede pública ou em escolas indígenas reconhecidas pela rede pública de ensino.

As provas serão aplicadas em seis municípios estratégicos, de acordo com as localidades das etnias indígenas que tiveram integrantes inscritos no vestibular de 2020: Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM).

::MEC corta bolsa de indígenas e instituto faz campanha para apoiar estudantes::

Em 2019, na primeira edição do Vestibular Indígena Unicamp, foram oferecidas 72 vagas, disputadas por 611 inscritos de 23 etnias do Brasil. No ano seguinte, na segunda edição, a quantidade de inscritos aumentou para 1.675, concorrendo a 96 vagas. Neste ano, serão oferecidas 88 vagas.

Para saber mais informações sobre o Vestibular Indígena Unicamp 2021, basta acessar o edital do vestibular.

Edição: Daniel Lamir

 

 

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/2021/01/11/vestibular-indigena-unicamp-tem-inscricoes-abertas-ate-o-dia-31-de-janeiro