Área é reivindicada pelos Avá-Guarani da cidade de Itaipulândia; Itaipu Binacional move processos de reintegração

Redação Paraná
Brasil de Fato | Curitiba (PR) |

Um vídeo feito pelos Avá-Guarani da aldeia Yva Renda mostra fazendeiros pulverizando veneno em plantação de soja em área ocupada por indígenas, no município de Itaipulândia, no Oeste do Paraná. O vídeo foi gravado no domingo (10) e publicado nas redes sociais do Centro de Trabalho Indigenista.

A área é reivindicada pelos Avá-Guarani como terra indígena, enquanto a Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional move processos de reintegração de posse contra a comunidade.

:: Indígenas Avá-Guarani têm permanência em área no Paraná assegurada pelo STF ::

Segundo informações do Conselho Indigenista Missionário (Cimi – Regional Sul), a pulverização de veneno tem sido constante e já causou a morte de galinhas na aldeia. A Polícia Ambiental esteve na aldeia em novembro, após a morte das galinhas, mas a pulverização de veneno na área continua.

Leia mais: Especial | A volta dos Avá-Guarani

“Em plena pandemia, na qual sabemos que problemas respiratórios têm sido a principal causa de mortes por Covid-19, os Avá-Guarani estão respirando veneno jogado pelos fazendeiros da região”, escreveu o Centro de Trabalho Indigenista na publicação do vídeo.

Assista ao vídeo a seguir:

 

 

Fonte: BdF Paraná

Edição: Camila Maciel e Lia Bianchini

 

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/2021/01/14/veneno-do-agronegocio-contamina-aldeia-indigena-na-regiao-oeste-do-parana