Mais 197 profissionais de saúde poderão ser contratados para compor as Equipes Multidisciplinares Especiais (EME) dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, autorizou os DSEI a realizarem processos seletivos para composição destas equipes que tem o objetivo de melhorar os indicadores de saúde indígena no Brasil.

As EME serão capacitadas para atuar na melhoria dos indicadores de desnutrição e mortalidade infantil, malária, leishmaniose, tungíase, prevenção do suicídio, entre outros. Os Distritos poderão realizar contratação de pessoal ou aproveitamento de profissionais para formar as equipes. Poderão ser contratados médicos, enfermeiros, biólogos, psicólogos e outras categorias profissionais para desenvolvimento de ações de saúde específicas, sendo uma equipe para cada DSEI. O contrato, inicialmente, será até dezembro, podendo ser prorrogado.

“É diferente das Equipes de Resposta Rápida que foram contratadas para trabalhar diretamente no enfretamento da Covid-19. AS EME farão trabalhos específicos para atuar na melhoria dos indicadores de saúde, então é uma medida importante que serve para antecipar e corrigir problemas e ainda melhorar a qualidade de saúde que a SESAI presta aos 34 DSEI”, explicou o secretário especial de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva.

A SESAI avaliou os indicadores de saúde do ano de 2020 e disponibilizou um planejamento individualizado aos DSEI com orientações de quais metas deverão ser trabalhadas com essas equipes. Todos os DSEI deverão desenvolver estratégias para o alcance das metas estabelecidas no Plano de Trabalho firmados com as entidades conveniadas, responsáveis pela contratação dos recursos humanos. Os resultados serão acompanhados pela SESAI como forma de avaliação da qualidade e melhora dos índices trabalhados.

 

 

Fonte: https://saudeindigena.saude.gov.br/corona

Thank you for your upload