Um grupo de 50 membros do Parlamento Europeu enviou carta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para externalizar preocupação com o aumento da violência contra a população indígena e a agenda política do governo para o meio ambiente.

No documento, os parlamentares criticam o PL 490, que muda as regras e dificulta a demarcação de terras indígenas, e o PL 2633, sobre regularização fundiária.

“Expressamos nossa solidariedade e apoio à APIB [Articulação dos Povos Indígenas do Brasil]. Fazemos um apelo para que o governo brasileiro pare com sua política anti-indígena e anti-meio ambiente que causa a destruição da floresta amazônica”, diz o documento.

Assinam a carta representantes dos grupos políticos EPP (democrata cristão), Greens/EFA (Os Verdes/Aliança Livre Europeia), S&D (Aliança Progressista de Socialistas e Democratas​) e The Left (esquerda), além de parlamentares independentes. O Parlamento Europeu conta com 705 deputados.

Os cantores Ney Matogrosso e Duda Brack – Guilherme Nabhan/Divulgação

O cantor Ney Matogrosso e a banda BaianaSystem participarão do single “Ouro Lata”, da cantora Duda Brack, que chega às plataformas digitais na próxima sexta (17); a música antecede o segundo álbum de Brack, “Caco de Vidro”, e tem produção e arranjo do BaianaSystem.

com BRUNO B. SORAGGIBIANKA VIEIRA e VICTORIA AZEVEDO

 

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2021/09/membros-do-parlamento-europeu-criticam-violencia-contra-indigenas-em-carta-a-bolsonaro.shtml