Ação coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública também confiscou 75 mil litros de combustível e mais de 1.300 quilos de minério

Brasília, 16/09/2021 – Treze pessoas foram presas e 64 aeronaves apreendidas durante 15 dias de operação coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas, para combater o garimpo ilegal, a extrusão de não indígenas e garimpeiros e o reestabelecimento de Bases de Proteção Etnoambiental na Terra Indígena Yanomami, em Roraima.

As ações emergenciais integraram forças de segurança e órgãos de fiscalização no enfrentamento aos crimes. Também foram apreendidos 75 mil litros de combustível, 611 munições, mais de 1.300 quilos de minério e 500 metros de mangueiras de garimpos.

“Estamos atuando de forma intensa na repressão aos crimes ambientais. O fortalecimento de uma atuação integrada traz, cada vez mais, resultados positivos para a desarticulação das organizações criminosas”, destaca o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

A ação foi realizada pelos agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança Pública, Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Agência nacional de Telecomunicações (ANATEL), Agência nacional do Petróleo (ANP).

Justiça e Segurança

 

 

Fonte: https://www.gov.br/mj/pt-br/assuntos/noticias/operacao-na-terra-indigena-yanomami-apreende-mais-de-60-aeronaves-em-15-dias