A Fundação Nacional do Índio (Funai) participou das atividades de capacitação em cursos profissionalizantes de 200 indígenas de 49 aldeias das Terras Indígenas Uaçá, Galibi e Juminã, no município de Oiapoque (PA). Além da Funai, iniciativa envolve outros parceiros, entre eles, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Pará (Senar-PA).

De acordo com o coordenador regional da Funai no Amapá e no norte do Pará, Ilton Lima da Silva, a parceria é fruto das condicionantes de licenciamento para a passagem do cabeamento ótico de internet pela empresa Oi/Telemar Norte Leste por dentro das Terras Indígenas. Após reuniões para definir o objeto da compensação, com participação do Ministério Público Federal e grupos indígenas do Oiapoque, definiu-se pela capacitação em cursos profissionalizantes.

“É muito gratificante ver o resultado de todo o empenho da Funai, dos órgãos envolvidos, parceiros e associações indígenas. Este é um grande passo rumo à capacitação de aproximadamente 200 indígenas. É uma porta do mercado de trabalho que se abre aos indígenas”, pontua o coordenador regional. Os servidores da Funai, João Benedito Vilhena dos Santos e Gilmar da Silva Barbosa, também participaram da logística e organização das atividades junto aos indígenas.

Ao longo de três meses, serão ofertados cursos de eletricista de média e baixa tensão, mecânico automotivo e mecânico de motor de popa. O cronograma de atividades prevê as aulas divididas em cinco etapas. A primeira foi concluída entre os dias 03 a 22 de maio; as demais estão divididas nas seguintes datas: de 26 de maio a 14 de junho, a etapa II; de 22 de junho a 11 de julho, a etapa III; de 15 de julho a 03 de agosto, a etapa IV; e de 09 a 28 de agosto, a etapa V.

Na conclusão dos cursos, no mês de agosto, os indígenas receberão, junto com o seu certificado, um kit de ferramentas correspondente à qualificação concluída para dar início a formação profissional com o conteúdo aprendido durante as aulas.

Todos os participantes fizeram testes da covid-19 antes dos encontros, medida adotada para garantir a segurança e a saúde de todos os envolvidos, tanto indígenas quanto professores e demais participantes. Os recursos necessários para acompanhamento da atividade e logística de transporte dos indígenas está sendo custeado pela Funai, por meio da Coordenação-Geral de Licenciamento Ambiental (CGLIC).

CR Amapá e Norte do Pará

A Coordenação Regional do Amapá e Norte do Pará está localizada no município de Macapá (AP) e atua junto a indígenas das etnias Galibi, Kali’na, Karipun, Marworno, Tiriyó, Katxuyana, Waiana, Apalai, Palikur e Waiãpi. Criada em 1987, a unidade é responsável por coordenar e monitorar a implementação de ações de proteção e promoção dos direitos de comunidades indígenas no Amapá e na região Norte do Pará.

A área de atuação da unidade abrange os municípios de Oiapoque (AP), Laranjal do Jari (AP), Pedra Branca do Amapari (AP), Monte Alegre (PA), Alenquer (PA), Almeirim (PA), Óbidos (PA) e Oriximiná (PA), onde vivem aproximadamente 13 mil indígenas.

Assessoria de Comunicação/FunaiCategoriaEducação e PesquisaTags: CapacitaçãoTreinamentoCurso ProfissionalizanteOportunidadeAprendizado

Fonte: https://www.gov.br/funai/pt-br/assuntos/noticias/2022/funai-apoia-capacitacao-de-200-indigenas-em-cursos-profissionalizantes-no-para

Thank you for your upload