É possível fazer doações em dinheiro ou entregar alimentos nas sedes da Cufa

SÃO PAULO

situação de emergência no Território Indígena Yanomami, que passa por um aumento de casos de malária, infecções respiratórias e desnutrição, vem mobilizando associações a criarem campanhas de arrecadação de recursos e mantimentos. Veja abaixo como ajudar.

Cufa e FNA

Central Única das Favelas e a Frente Nacional Antirracista aceitam alimentos não perecíveis e doações em dinheiro.

Os recursos financeiros podem ser transferidos via pix, com a chave doacoes@cufa.org.br, ou pela campanha www.vakinha.com.br/3412341, e os mantimentos podem ser deixados nas sedes da Cufa.

Em São Paulo, as sedes ficam na rua Major José Marioto Ferreira, 12, no Paraisópolis; na rua Coronel Silva Castro, 151, em Heliópolis; e na rua Antônio Amaral Ferreira, 74, no Parque Santo Antônio.

Os alimentos serão transportados até Roraima com apoio logístico da Favela Log, e as ações de separação e distribuição podem ser acompanhadas na página da Cufa no Twitter.

Conselho Indígena de Roraima

O Conselho Indígena de Roraima criou a campanha SOS Yanomami para ajudar na compra de alimentos e remédios. As doações podem ser feitas via pix ou transferidos para a conta da entidade (clique aqui para ver os detalhes).

O conselho realizará na tarde desta quarta-feira (25) uma transmissão no Facebook com o assessor jurídico Nicácio Farias, do povo Wapichana, para tirar dúvidas sobre a arrecadação e destinação dos recursos.

Hutukara Associação Yanomami

A Associação Hutukara, representante do povo Yanomami presidida pelo líder indígena Davi Kopenawa, recebe doações pela chave pix 07.615.695/0001-65 (CNPJ).

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2023/01/veja-como-ajudar-os-povos-yanomami.shtml

Thank you for your upload