O Centro Audiovisual de Goiânia (Caud), unidade descentralizada da Fundação Nacional do Índio (Funai) vinculada ao Museu do Índio (MI), planeja, para o ano de 2022, a realização de novos cursos de formação em linguagens e técnicas de audiovisual para indígenas. A proposta é dar continuidade às oficinas já realizadas no ano passado, com uma visão mais aprofundada dos temas abordados.

As oficinas serão planejadas em modalidade online, tendo como instrutores cineastas indígenas e professores universitários, todos com amplo conhecimento na área audiovisual. Além disso, o centro está desenvolvendo um Acordo de Cooperação Técnica com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para oferta de cursos online e presenciais.

Thiago Ikeda e Araújo, chefe do Caud, destacou a importância das iniciativas como fator motivacional para os participantes. “Essas oficinas marcaram o início das atividades finalísticas do Centro, trazendo motivação a todos os envolvidos, sejam servidores, colaboradores ou os próprios indígenas. Percebemos, inclusive, um grande interesse dos indígenas no aperfeiçoamento nessa área, demonstrando um potencial para que sejamos um polo irradiador da atividade audiovisual”, destacou.

Uma das alunas da oficina Narrativa Audiovisual: Uma Visão Guarani, Eileen Xukuru, parabenizou o Caud pela proposta. “O curso amplia o olhar para as práticas artísticas e lutas indigenistas. No meu campo de atuação, a troca de saberes estimula maior enriquecimento cultural e promove outros debates no caminho na Arte-Educação”, afirmou.

Para mais informações acesse o site do Museu do Índio. 

Assessoria de Comunicação/Museu do Índio/Funai CategoriaCiência e Tecnologia

Fonte: https://www.gov.br/funai/pt-br/assuntos/noticias/2022/formacao-audiovisual-de-indigenas-e-aposta-do-centro-audiovisual-de-goiania-para-2022

Thank you for your upload