Detido é irmão de ‘Pelado’ e, segundo Polícia Civil, “teve participação efetiva” no desaparecimento de jornalista e indigenista no Vale do Javari; novo suspeito havia denunciado tortura de irmão

A polícia prendeu na noite desta terça (14) mais um suspeito de envolvimento no desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, que sumiram no Vale do Javari (AM) no dia 5. Trata-se de Oseney da Costa de Oliveira, irmão de Amarildo da Costa Oliveira, o “Pelado” – único preso até então e também suspeito de ter relação com o caso.

O delegado da Polícia Civil Alex Perez afirmou que Oseney, também conhecido como “Dos Santos”, foi preso por “suposto homicídio qualificado” e que ele teria “participação efetiva” no crime. Os investigadores se basearam no depoimento de testemunhas para chegarem ao suspeito. Foi ele quem concedeu entrevistas a jornalistas na semana passada denunciando que o seu irmão teria sido torturado  por policiais quando preso. 

Investigadores vistoriam casa de ‘Dos Santos’ em frente à comunidade São Gabriel, suspeito de ter envolvimento no desaparecimento de jornalista e indigenista (Foto: Caio Castor/Repórter Brasil)

Na tarde desta terça-feira, enquanto navegava pelo rio Itacoaí, a equipe da Repórter Brasil flagrou, com exclusividade, as buscas na casa de “Dos Santos”. 

Por volta das 12h45, cinco embarcações, com dezenas de homens da Polícia Federal, Polícia Civil, Exército e Marinha, chegaram à comunidade de São Gabriel. 

Durante duas horas, revistaram as casas e registraram imagens, além de ouvirem os moradores. Depois, as autoridades saíram de São Gabriel acompanhadas de dois homens não identificados, que estavam em outro barco, mas “puxados” por uma corda. Os investigadores seguiram para a outra margem do rio e repetiram as buscas em uma casa de “Dos Santos”, inclusive com o uso de drones. 

O suspeito, entretanto, não estava nas imediações de São Gabriel – ele foi encontrado na cidade de Atalaia do Norte, onde ocorreu a detenção. 

A hipótese de que Dom Phillips e Bruno Pereira foram vítimas de um crime foi reforçada no último domingo (12), quando uma mochila e pertences dos dois foram encontrados amarrados em uma árvore submersa no rio Itaquaí. Ambos seguem desaparecidos.

“Dos Santos” está sendo interrogado e será encaminhado para audiência de custódia na Justiça de Atalaia, segundo o comunicado do chamado comitê de crise, coordenado pela PF. No cumprimento de dois mandados de busca, a polícia também apreendeu cartuchos de arma de fogo e um remo, que passarão por análise.

Embarcações fazem busca e apreensão em comunidades do rio Itacoaí (Foto: Caio Castor/Repórter Brasil)

Repórter Brasil esteve nas comunidades de São Rafael e São Gabriel horas antes da operação policial. Entrevistou os moradores e escutou depoimentos unânimes de que “Pelado” não tinha relação com o crime.

Vizinhos disseram que ele não é usuário de droga e estranharam o fato de ter sido preso em flagrante com cocaína, além de munição ilegal. Disseram que o suspeito apenas bebe socialmente nas festas da comunidade. Os moradores também reclamam da cobertura da imprensa. Na avaliação deles, há uma “criminalização” de todos os habitantes de São Rafael e São Gabriel.

Atalaia do Norte fica na divisa na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru, entre os rios Javari e Itacoari. O rio Javari é uma rota de tráfico internacional do Peru. No lado peruano da fronteira, há plantações de coca, que são comercializadas do lado brasileiro, em Atalaia, ao preço médio de R$ 4.000 o quilo.

Por: Daniel Camargos
Fonte: Repórter Brasil

Fonte: https://amazonia.org.br/caso-dom-e-bruno-policia-prende-novo-suspeito-por-suposto-homicidio-qualificado/

Thank you for your upload