A fronteira entre o Brasil e o Peru abriga uma das maiores populações de povos indígenas isolados e de recente contato. São as últimas populações na Amazônia que vivem de forma autônoma das sociedades nacionais, resistindo até hoje às diferentes frentes de exploração da floresta. Como é de conhecimento público, provavelmente esses povos decidiram permanecer em isolamento voluntário devido a violentos massacres que sofreram com as situações de contato com outras sociedades.

Na fronteira Acre – Ucayali e Acre – Madre Dios – Pando, foram localizados no lado brasileiro pelo menos 4 grupos de isolados que transitam nesse corredor transfronteiriço. Nos últimos anos a região sofre as consequências da intensificação dos projetos de infraestrutura e desenvolvimento econômico e de exploração de recursos naturais, que estão colocando em risco as áreas de floresta onde vivem esses povos, exigindo do Estado brasileiro cada vez mais, medidas sólidas e permanentes que sustentem a integridade física, cultural e territorial destes povos.

A nomeação de Ricardo Lopes Dias para a Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (CGIIRC) da FUNAI, conforme Portaria Nº 151, publicada dia 5, no Diário Oficial da União, é um ato contrário a essas garantias de proteção, por se tratar de um missionário que tem conhecida atuação de doutrinação religiosa em comunidades indígenas na Amazônia. As consequências dessa doutrinação são as mais devastadoras para esses povos.

Nos últimos dias, diferentes entidades indígenas e indigenistas, bem como servidores da Funai, manifestaram repúdio à indicação do missionário à CGIIRC. A CPI-Acre também se une às manifestações reafirmando que esta nomeação representa uma ameaça aos povos indígenas isolados e de recente contato e desrespeita gravemente a laicidade do Estado brasileiro assegurada na Constituição Federal.

Abaixo as manifestações e notas:

NOTA BRASIL 3 de febrero, 2020

NOTA DE DENÚNCIA_ABA

Nota de repúdio CESTA- fevereiro de 2020

nota-publica_ INA_coordenacao-de-isolados-deve-ter-experiencia

Repudio Misisonario Isolados_COIAB

MANIFESTO CGIIRC FUNAI

 

Fonte: http://cpiacre.org.br/conteudo/2020/02/06/mais-uma-ameaca-contra-os-povos-indigenas-isolados-e-de-recente-contato/

Thank you for your upload